sexta-feira, 26 de novembro de 2010

4 - O Significado das Runas

O Significado das Runas.

1º - Ætt de Fehu



Fehu, Faíhu, Foeh






Relaciona-se fortemente com a capacidade que o indivíduo possui em criar e/ou manter riqueza material, mas não necessariamente o acúmulo de bens e/ou valores. As energias da prosperidade, da fartura e da abundância devem fluir livres para que sejam constantemente renovadas em nosso dia-a-dia. Representa o fogo que tanto cria como destrói, o impulso inicial de qualquer empreendimento ou mudança de atitude. Força financeira e prosperidade no momento presente e/ou em futuro próximo. Forças psíquicas, o despertar do poder pessoal, libido, transferência de energia e boa sorte. Na saúde, o peito e as doenças respiratórias.



Uruz, Úrus, Úr, Úr

Representa a energia por trás de todas as formas e que sobrevive a todos os ciclos de nascimento e morte. Simboliza a força, a persistência, a durabilidade e a adaptabilidade. Saúde física e psíquica. Estimula a paciência, a persistência, a coragem e a aplicação da agressividade no tempo certo e sob a circunstância correta. Está associada ao crescimento e à superação dos obstáculos. Por vezes informa que se faz necessário correr riscos para que se alcance um objetivo. A verdadeira vontade do consulente ou o que ele quer. Também a sabedoria interior. Na saúde, musculatura corporal, força, etc.




Þurisaz, Þiuþ, Þorn, Þurs

Representa os conflitos e as complexidades de natureza agressiva. Também problemas psicológicos. Força reativa, força bruta. O poder que rompe as barreiras/defesas e limpa o caminho do crescimento ou renascimento. Na saúde, o coração.




Ansuz, Ansus, Ós, Áss



Representa a consciência, a inteligência, a comunicação e a razão. Está associada à qualidade do ar em propagar o som, do vento em fertilizar a terra ao espalhar sementes e do prana em (re)vitalizar o indivíduo através da respiração. Os meios de comunicação. Bençãos, especialmente ligadas à fé, e/ou o conforto que a fé oferece. Inspiração Divina. A palavra, exames escritos/orais, entrevista, eloqüência, poder de persuasão, discernimento. Na saúde, a boca, os dentes e os distúrbios da fala.




Raiðo, Raiða, Ráð, Reið

Representa o correto equilíbrio entre o respeito ao direito dos outros e a manutenção dos direitos do indivíduo em particular. Também a exploração dos limites pessoais, tornando-se consciente destes limites e o que eles representam. Refere-se ao poder de uma decisão consciente e a disciplina para administrá-la. No trabalho mágico, é utilizada para que o indivíduo tenha mantenha o auto-controle diante de qualquer circunstância e coloque todas as peças nos seus devidos lugares. Traz consigo a idéia de liberdade e de responsabilidade moral do Self, o conhecimento do certo e do errado no desenvolvimento da consciência e a coragem de agir de acordo com esta consciência. Trabalhar com a sua força é ser responsável pelo seu próprio caminho na vida, é dirigir e não ser dirigido, é ser, dentro das possibilidades, senhor de seu próprio destino. Outro uso na magia é a de proporcionar viagens astrais e/ou jornadas de cunho espiritual, sendo também uma referência aos rituais religiosos em si. Deslocamentos físicos e viagens. Também ritmo, movimento ordenado e percepção de tempo e espaço. Na saúde, as pernas e as nádegas.




Kenaz, Kusma, Cén, Kaun

Significa “saber”, “estar familiarizado com” e “ser capaz de”. Está vinculada aos processos de ensino e de aprendizado. Reúne os membros de uma mesma família ou “parentes de sangue”. Também os membros da mesma “tribo” ou grupo social. Representa a luz interior, a consciência de que o homem é descendente dos deuses e a responsabilidade em se passar a tocha do conhecimento para as gerações seguintes. No nível psicológico, os atributos de Ken trazem a clareza de pensamentos, a consciência do Self, a confiança na própria intuição, a determinação, o entusiasmo e a inspiração. Na magia, além de trazer o conhecimento, é a luz que afasta as trevas ou investiga/clareia situações escondidas, confusas ou desconhecidas. Indica abertura de novos caminhos, acontecimentos bons apesar das dúvidas e do medo, oportunidades e informação. Relacionamentos eróticos. O poder de Fehu controlado e usado para dar forma. Na saúde, úlceras, febres, abcessos, etc.




Gebo, Giba, Gyfu, Gipt

Refere-se à troca entre indivíduos, o dar e o receber, os contratos, acordos e matrimônios. Em sua face menos poética e talvez mais realista, é a lei de compensação. Indica generosidade, hospitalidade, a habilidade de dar e receber presentes com honra, a (re)conciliação de forças opostas e a integração de forças complementares. No nível esotérico, representa os presentes (bençãos/dons) oferecidos pelos deuses para o homem tanto quanto os presentes (seva, lealdade e devoção) que o homem oferece aos seus deuses em retorno. Neste sentido, representa também o sacrifício voluntário de se oferecer recursos, tempo e energia ao Divino sem esperar por qualquer recompensa em troca, além do desenvolvimento do próprio potencial. É uma Runa relacionada ao Amor. Na saúde, envenenamento.



Wunjo, Winju, Wynn, Vend

É tradicionalmente reconhecida como um indicativo de alegria e de prazer. Em um nível mais profundo, significa “perfeição” e, neste sentido, é a busca da perfeição em todos os empreendimentos tanto espirituais como mundanos. Também mostra a face Oski de Óðinn, “o realizador de desejos”. No ocultismo moderno, é o poder ou a realização da Verdadeira Vontade, ou seja, o Self, que é a presença de Deus (Óðinn/Oski) dentro de cada indivíduo. Indica ganhos e objetos de desejo/afeição do consulente. Sucesso em geral e reconhecimento do valor. Na saúde, distúrbios respiratórios e alívio da dor generalizada.




2º - Ætt de Hagall



Hagalaz, Hagl, Hægl, Hagall



Tradicionalmente representa as forças do passado (as lições não aprendidas, os problemas não resolvidos e as memórias forçosamente sufocadas) que comprometem os padrões de comportamento do presente gerando o caos. Psicologicamente, representa as forças destrutivas do inconsciente que criam a necessidade de mudança. É sempre um sinal de desordem (mental, emocional, financeira, ...) fora do controle do consulente. Na saúde, ferimentos, cortes e distúrbios do sangue.








Nauðiz, Nauþs, Nýd, Nauðr



Representa a necessidade que nasce no passado em função de um sentimento de culpa, limita as ações do presente e reduz as possibilidades do futuro. Espiritualmente, pode indicar a experiência de alguém que escolheu um caminho para seguir, e, devido a natureza humana, deixou de cumprir alguma regra auto-imposta, gerando o sentimento de desconforto/fracasso que limita a sua criatividade. Refere-se aos medos e ansiedades do indivíduo, sua falta de habilidade/ energia. Indica que somente através de trabalho árduo se conquistará o alívio desejado. Também indica atrasos de modo geral e que o consulente passa por uma fase de difícil aprendizado. O que dá/traz descontentamento. Algumas vezes, significa insights em meio ao desespero (“a necessidade é a mãe da inspiração”). Na saúde, os braços. Também atitudes compulsivas, obsessão e stress.



Isa, Eis, Is, Iss



Representa o princípio da preservação e da resistência à mudança, a cristalização do Espírito na matéria. Positivamente indica o individualismo e a habilidade de sobreviver mesmo diante de situações sufocantes. É uma Runa estática. Sua função é preservar as coisas como elas são/estão. Psicologicamente, representa o Eu em seu sentido mais mundano (o Ego) ou a capacidade de sobreviver através do esforço concentrado, podendo ser de grande valia em operações específicas e bem focalizadas. Mais profundamente, revela algumas áreas do inconsciente que imprimem um determinado padrão de comportamento difícil de ser alterado. Nas leituras, indica uma influência frustrante e, mais freqüentemente, indica que qualquer questão levantada não terá qualquer evolução pelo menos nos próximos três meses (o equivalente a uma estação). De modo mais abrangente, refere-se aos bloqueios, aos condicionamentos, à formação da personalidade e as coisas que o indivíduo se recusa a deixar de lado. Imobilidade, concentração e densidade. Na saúde, ulceração produzida pelo frio, paralisia, perda de sensação.



Jera, Jér, Gér, Ar



Representa o tempo e seus ciclos, o curso do Sol através do ano. Ao contrário de Isa, indica que tudo se move; nada continua o mesmo. Na leitura, geralmente indica uma mudança suave para melhor. Está fortemente conectada com a fertilidade, principalmente com a fertilidade das colheitas. No nível pessoal, indica o fruto de uma ação semeada no passado. Na saúde, condições dos intestinos e distúrbios digestivos.


Eihwaz/Iwaz, Eihwas, Éoh/Eoe, Ihwaz



Psicologicamente, indicará um momento de suspensão na vida do indivíduo em função do conflito de emoções que precisam ser sintetizadas/ transcendidas ou em função da dúvida na escolha entre dois valores opostos. Na leitura, se o consulente se encontra vacilante diante de um novo empreendimento, é um “vá em frente”. É invariavelmente uma Runa de riscos que devem ser encarados. Esta identificada com Uller, o deus da caça, sendo uma força dirigida para a evolução, a busca de algo melhor, a motivação e o senso de propósito. Indica disciplina ou a necessidade dela. Na saúde, condições dos olhos.


Peorþro, Pairþra, Peorð



É o Útero Cósmico de onde surgem todas as coisas, uma força da vida. Para alguns autores é a Runa que substitui/dispensa a Runa Branca, Wyrd, representando as forças misteriosas/indecifráveis do futuro. Em seu aspecto esotérico, indica a experiência da iniciação ou a descoberta de um aspecto oculto do próprio ser. Em seu aspecto psicológico, pode representar os talentos não manifestados, as habilidades inerentes ao consulente adquiridas através de seus ancestrais ou de vidas passadas. Como resposta a uma pergunta clara e específica, pode significar que a pessoa não está preparada para saber a verdade, que esta verdade não está à sua disposição no momento, ou ainda, que existe mais coisas que o consulente desconhece a respeito do assunto do que ele próprio imagina. Ganho de dinheiro sem que se tenha “trabalhado” por ele. Encontro de algo perdido. Na saúde, os seios, a genitália feminina e os nascimentos.




Elhaz/Algiz, Algis, Eolh, Ihwaz



Seu significado primário é proteção. Representa a canalização de energias dos deuses para o homem e vice-versa. Manutenção do sucesso ou de uma posição conquistada/recebida. Influência afortunada. Premonição de situações ameaçadoras. Na saúde, a cabeça, o cérebro e insanidade.



Sowilo, Saugil, Sigil, Sol



Representa a vontade ou intenção mais elevada, o reconhecimento do Self e o processo de evolução do indivíduo em um caminho específico. Em termos junguianos, é a Runa da individuação. Esotericamente está associada com a orientação espiritual. Nas leituras, indica a melhor direção a ser seguida. Força vital, boa saúde, circunstâncias favoráveis. Vitória, sucesso e honra. qualquer dificuldade será superada deixando ainda algum tempo para “descanso”. Quando negativada, pode representar uma pessoa egocêntrica que deseja estar no controle das circunstâncias o tempo todo. Na saúde, queimaduras e distúrbios na pele.




3º - Ætt de Týr



Tiwaz, Teiws, Tir, Týr



Em propósitos mágicos, é usada na obtenção de justiça ou vitória em meio a um conflito. Psicologicamente, indica conflitos e confrontos que devem ser encarados com bravura e, principalmente, honra. Freqüentemente indica problemas legais. Também indica que energias assertivas estão à disposição do consulente e onde elas devem ser aplicadas (ver demais Runas). Em um nível transcendente de interpretação, traz a imagem do guerreiro espiritual. Representa o homem consulente ou o homem mais importante na vida de uma mulher. Fidelidade, análise e auto-sacrifício. Força de vontade e individualidade de pensamento que ajudarão em todos os Sucesso, vitória em qualquer competição, motivação. Em alguns casos, estabilidade, disciplina e força ordenada. Na saúde, os pulsos, mãos, dedos e artrite.




Berkano, Baírkan, Beorc, Bjarkan



Refere-se aos processos de gestação e nascimento. Está associada ao aspecto maternal da deusa Frigg, possuindo suas qualidades de secretividade e proteção, principalmente proteção às crianças. É uma Runa benéfica especialmente para mulheres com problemas de saúde. Fertilidade tanto mental como física, crescimento pessoal e vida em família. Freqüentemente indica a mãe ou os filhos. A verdadeira casa, onde o coração está independente da atual moradia. Evento que traz alegria para a família (casamentos, nascimentos, etc.). No encerramento, bom resultado de qualquer questão. O que traz crescimento e beleza. Ritualisticamente, a necessidade de silêncio e do desenvolvimento de forças secretas. Tradição. Na saúde, diversos problemas ligados à fertilidade.



Ehwaz, Aíhws, Eh, Íor



O significado mais óbvio de Ehwaz é “veículo” ou “controle do veículo”. Refere-se, de forma prática, aos meios de transporte e, em seu aspecto mais subjetivo, à personalidade, o veículo de expressão do homem com o mundo exterior. Esotericamente, representa o corpo etérico, o veículo de projeção em viagens astrais. Psicologicamente, qualifica a habilidade do indivíduo em se ajustar às mais diversas situações. Nas leituras, está normalmente associada às parcerias, cooperação, acordos, sociedades e casamentos. Também trabalho em equipe. Na magia, é usada para se compreender a vontade dos deuses. Também para subjulgar a vontade de outra pessoa. Na saúde, dores, problemas e condições das costas.




Mannaz, Manna, Mann, Maðr



Representa as pessoas com as quais se lida no dia-a-dia, as estruturas sociais e como estes elementos atuam junto ao indivíduo. Em seu aspecto cosmológico, expressa o desenvolvimento do poder intelectual do homem e a sua consciência como co-criador da natureza. É a Runa da mente racional e da inteligência, o maior poder a disposição do ser humano. Também a interação de Huggin (“pensamento”) e Munnin (“memória”), razão e intuição. Em seu aspecto mundano, significa cooperação entre pessoas que partilham dos mesmos interesses/esforços para o benefício da coletividade. Nos processos divinatórios, refere-se às pessoas de modo geral com quem se convive. O tipo de pessoa e qualidade deste relacionamento com o consulente é deduzido pela(s) Runa(s) que a acompanha(m). Negativada, algumas vezes representa um inimigo. Cuidado, pode ser que o maior inimigo do consulente seja ele mesmo. Junto com Ráð, indica assistência ou conselho dado por outros. A visão das coisas como elas realmente são. Na saúde, os pés e os tornozelos, incluindo distenções.



Laguz/Laukaz, Lagus, Lagu, Lögr/Laukr



É a Runa da água. Representa a emoção, a estabilidade, a imaginação, os aspectos psíquicos e os afetos. Conhecimento intuitivo. Siga os conselhos do seu coração. Representa a mulher consulente ou a mulher mais importante na vida de um homem. No encerramento, a “maré” vira a favor do consulente. Tempo para deixar as coisas fluirem normalmente. Necessidade de relaxar, de reavaliar o momento e de promover uma limpeza interior. Provações. Transição entre um estado de ser para outro. Na saúde, problemas e doenças dos rins e de micção. Também envenenamento.



Ingwaz, Enguz/Iggws, Ing, Ing/Yngvi



Tradicionalmente indica fertilidade. No processo divinatório, denota a complementação de uma situação e o seu progresso para um novo estágio, a ser identificado por outra(s) Runa(s). Também integração, gestação, crescimento interior e expectativa. É quase sempre uma Runa positiva. indicando que o consulente possui a força necessária no momento para que ele conclua os seus projetos. Sentimento de alívio após uma realização positiva, a mente livre da ansiedade. Um evento que marca a vida do consulente. Virilidade e armazenamento de energia. Na magia, é utilizada para delimitação do “lugar de poder”. Também para minar o poder/virilidade de outra pessoa. Na saúde, doenças e problemas da genitália masculina.



Dagaz, Dags, Dæg, Dagr



Pode ser considerada a contraparte de Jera, desde que ambas se referem ao tempo: Jera representa a divisão do ano; Dagaz, a divisão do dia. Ainda traçando paralelos, Jera refere-se às mudanças suaves, enquanto Dagaz é a Runa das mudanças drásticas (“Nada será como antes”). Operando entre a luz e a escuridão, sintetiza, transmuta e dissolve todas as oposições. Segurança e certeza. A claridade do dia em oposição às incertezas da noite. Momento para planejar/iniciar um empreendimento ou para se vislumbrar claramente as dualidades de uma questão. A necessidade de se fazer o melhor em uma situação em que não se tem controle. Na saúde, medo, doenças mentais e angústia.



Oþala, Oþal, Éþel, Óðal



Vida em família, herança física ou espiritual e valores fundamentais. A casa do consulente, incluindo o patrimônio físico. Representa as coisas que o dinheiro pode comprar. Também pessoas mais velhas e autoridades. Também as regras de uma família, comunidade ou grupo religioso. Na saúde, doenças e deficiências hereditárias.



O Trabalho Mágico de Cada Runa

As Runas do Antigo Fuþark estão listadas a seguir com a sua devida "vocação mágica" e algumas associações. Você pode gravar a Runa Fehu, por exemplo, num galho de sabugueiro ou numa das três pedras sugeridas (cada uma com uma finalidade diferente) para reforçar o ato mágico. A cor em questão é a cor da gravação e não à cor do objeto onde a Runa será gravada.

Existe ainda uma orientação quanto os períodos mais favoráveis para o uso mágico de cada Runa. Como estas informações também servem para o processo divinatório, todas as correlações serão apresentadas numa tabela a parte.

Fehu

Reforça os poderes psíquicos; serve como canal de transferência ou projeção de poder; captação dos poderes dos astros para a esfera pessoal; promove a evolução pessoal/social e o aumento dos bens.

Árvore: Sabugueiro

Pedra(s): Cornalina (boa sorte e fertilidade); Turmalina Verde (transferência de energia para a esfera pessoal); Âmbar (vitalidade)

Cor: Vermelho-claro



Uruz

Serve para formar e moldar circunstâncias criativamente através da vontade e da inspiração; cura e manutenção da boa saúde física e mental; proporciona situações afortunadas (muito usada como talismã); indução das correntes magnéticas da Terra (as "Veias do Dragão"); realização da causalidade; conhecimento e compreensão do Self.

Árvore: Bétula

Pedra(s): Olho-de-Tigre (traz coragem, confiança e força)

Cor: Verde-escuro



Þurisaz

Defesa ativa; destruição dos inimigos; maldição; o despertar da vontade de agir; preparo para a geração em todos os sentidos; magia para o amor; conhecimento da divisão e da unidade de todas as coisas.

Árvore: Carvalho

Pedra(s): Ágata (proteção); Hematita (força e coragem para o combate)

Cor: Vermelho-forte



Ansuz

Aumento dos poderes mágicos ativos e passivos; desenvolvimento das habilidades clarividentes, do dom da palavra magnética e convincente, do poder de sugestão e hipnose; aquisição de conhecimento criativo; inspiração e êxtase; comunicação divina; afastamento da morte e do temor através do conhecimento de Óðinn.

Árvore: Freixo

Pedra(s): Lápis-lázuli (estabelece uma ponte entre o humano e o Divino)

Cor: Azul-escuro



Raiðo

Fortalece as habilidades rituais e sua experiência; acesso ao aviso interior; aumenta a consciência de processos naturais; atua na combinação de ritmos pessoais (internos) e exteriores; obtenção de justiça de acordo com o direito.

Árvore: Carvalho

Pedra(s): Turquesa (indica o melhor caminho rumo a um objetivo); Jacinto (assegura bons relacionamentos sociais/cooperação)

Cor: Vermelho-claro forte



Kenaz

Reforço das habilidades em todos os campos; inspiração criativa; maior polarização como instrumento de operações mágicas; operações de regeneração e cura; trabalho para o amor (principalmente sexual).

Árvore: Pinheiro

Pedra(s): Ágata de Fogo (ligação com as energias criativas da Terra); Quartzo Fumê (estimula e purifica o chacra base ou raiz)

Cor: Vermelho-claro



Gebo

Magia sexual; iniciacão mágica sexual; união mística; aumento dos poderes mágicos; harmonia entre irmãos e amantes; influência mágica nos mundos humano e Divino; aquisição de sabedoria.

Árvore: Freixo ou Olmo

Pedra(s): Esmeralda (equilíbrio dos aspectos físico, mental e emocional); Jade (pureza e serenidade; desenvolve a capacidade de amar)

Cor: Azul-profundo



Wunjo

Reforça laços e coesões; invocação de amizade e harmonia; afasta a alienação; felicidade e bem-estar, relacionamento de laços e multiplicidade de relacionamentos de todos os tipos; "acabamento" em rituais que envolvem runas de significado específico, reforçando-os.

Árvore: Freixo

Pedra(s): Topázio (traz alegria); Quartzo Rosa (abre o coração)

Cor: Amarelo



Hagalaz

Integração e balanço (= equilíbrio) de poder; experiência e sabedoria mística; proteção.

Árvore: Teixo ou Freixo

Pedra(s): Ponta de Quartzo Transparente (concentra a energia em um único ponto; ajuda a focalizar o melhor caminho para romper velhos hábitos ou estabelecer novos)

Cor: Azul-claro



Nauðiz

Superação da angústia; desenvolvimento da vontade mágica; desenvolvimento de poderes espirituais; uso da força da resistência sobre a vontade com propósitos mágicos; inspiração; elimina o ódio e as disputas; ajuda a criar uma necessidade de ordem; proteção; adivinhação.

Árvore: Faia

Pedra(s): Obsidiana (mostra ao Ego de modo rude e muitas vezes grosseiro o seu devido lugar e o que precisa para mudar e avançar para o próximo passo de desenvolvimento evolutivo).

Cor: Preto



Isa

Desenvolvimento da concentração e da vontade; contração/redução/ parada das forças dinâmicas não desejadas; integração do Ego com o sistema multiversal equilibrado; poder de controle sobre outras criaturas.

Árvore: Amieiro

Pedra(s): Gema de Sílica ou Diamante Herkimer (liberam tensões emocionais ou áreas congestionadas)

Cor: Preto



Jera

Fertilidade; criatividade; paz e harmonia; iluminação; realização da natureza cíclica do Multiverso; realização do mistério da circunferência onipresente (= a totalidade de um ciclo); trazer outros conceitos a uma realização material.

Árvore: Carvalho

Pedra(s): Ágata Musgosa (sintoniza quem a usa com as forças da natureza, ajudando o metódico a entrar em contato com seu lado intuitivo e o criativo a canalizar suas energias de modo mais prático).

Cor: Azul-claro



Eihwaz

Iniciação à sabedoria da Árvore do Mundo; realização do mistério da vida e da morte, libertando o indivíduo do medo da morte; desenvolvimento da resistência espiritual e da força de vontade; criatividade e visão espiritual; proteção de forças prejudiciais; aumento geral do poder pessoal; comunicação entre os diversos níveis da realidade (os mundos de Yggdrasil); memória de existências passadas na corrente ancestral.

Árvore: Teixo

Pedra(s): Quartzo Fumê (canaliza a energia de luz branca do chakra da coroa para o primeiro chakra, criando uma base sólida para a manifestação dos planos espirituais no plano físico).

Cor: Azul-escuro



Perþro

Percepção do Ørlög; adivinhação; a colocação das forças rúnicas na corrente da lei nórnica; desenvolvimento de idéias e eventos como ato mágico.

Árvore: Faia

Pedra(s): Ônix (dependendo da fonte de consulta o ônix pode ser consideerada uma pedra de sorte ou azar. Um dos primeiros oráculos de que se tem conhecimento, por sinal, é o "Urin & Tummin", formado por uma pedra de ônix preta e outra branca representando o "sim" ou "não" de uma questão)

Cor: Preto



Elhaz

Proteção; defesa; comunicação mística ou religiosa com seres não-humanos; comunicação com outros mundos (principalmente Asgarðr) e as fontes Cósmicas de Urðr, Minir e Hvergelmir; fortalecimento de hamingia (= sorte) e da força vital.

Árvore: Teixo

Pedra(s): Turmalina Negra (proteção)

Cor: Ouro



Sowilo

Fortalecimento dos centros psíquicos; aumento da vontade espiritual; orientação pelo caminho; iluminação; vitória e sucesso através da vontade própria.

Árvore: Zimbro ou Junípero

Pedra(s): Diamante (amplifica a presença da Luz)

Cor: Branco ou Prata



Tiwaz

A obtenção da justa vitória e sucesso; desenvolvimento da vontade espiritual; desenvolvimento do poder de auto-sacrifício positivo; desenvolvimento da fé em magia e religião.

Árvore: Carvalho

Pedra(s): Rubi (fornece suprimento extra de energia quando o desânimo ameaça o domínio de uma situação); Bloodstone ou Heliotrópio (aumenta a coragem)

Cor: Vermelho Vibrante



Berkano

Renascimento espiritual; fortalecimento dos poderes do segredo; trabalho de encobrimento e proteção; contenção e manutenção de outros poderes; realização da unidade, da harmonia do momento como mãe de todas as coisas; traz idéias à tona no processo criativo.

Árvore: Bétula

Pedra(s): Jet ou Azeviche (grande poder de absorção da energia negativa).

Cor: Verde-escuro



Ehwaz

Simplificação da viagem da alma através dos mundos e projeção da alma em Midgarðr; realização da unidade fundamental do complexo psicossomático; concede fé e lealdade; fonte de conhecimento profético; projeção do poder mágico; rapidez e velocidade em todos os aspectos.

Árvore: Carvalho ou Freixo

Pedra(s): Turquesa ou Sardonix (estimula a autoconfiança)

Cor: Branco



Mannaz

Realização da Estrutura Divina na humanidade; aumento da inteligência, da memória e dos poderes da mente; equilíbrio dos pólos da personalidade; liberação do hugauge – a terceira visão.

Árvore: Azevinho

Pedra(s): Ametista (realiza a integração do Eu Inferior com o Eu Superior propiciando a individuação)

Cor: Vermelho-Escuro



Laguz

Orientação em testes iniciatórios difíceis; aumento de vitalidade e força de vida; coleta e reunião de poder mágico amorfo para a formação e estruturação pela vontade; aumento de magnetismo; desenvolvimento da segunda visão.

Árvore: Salgueiro

Pedra(s): Malaquita (canaliza as forças superiores para finalidades humanitárias. Para os que se encontram em processo de purificação, age como expurgador e espelho para o subconsciente, refletindo na mente consciente o que requer depuração).

Cor: Verde-Profundo



Ingwaz

Armazenamento e contenção de poder para uso ritual; ritos de fertilidade; meditação passiva; centralização da energia e do pensamento; súbita liberação de energia.

Árvore: Macieira

"Pedra(s)": Marfim (afeta a maneira pela qual o indivíduo examina a sua existência, ajudando na concentração, na introspecção e na análise. Devido a sua origem animal, deve ser usado com muito critério – somente se for realmente necessário – ou sua energia se volta contra o mago).

Cor: Amarelo

Dagaz

Atingir o momento místico através da penetração do segredo do Paradoxo Odínico; recepção da inspiração mística.

Árvore: Abeto Vermelho

Pedra(s): Fluorita (sintoniza a mente com o espírito, desenvolvendo a compreensão intelectual da verdade, dos conceitos cósmicos da realidade e das leis que regem o universo).

Cor: Azul-Claro

Oþala

Manter a ordem entre companheiros; concentração em interesses comuns em casa, na família e na sociedade; passagem de egocentricidade para clanocentricidade (relativo ao clã); recepção de Poder Divino e sabedoria de gerações passadas; aquisição de riqueza e prosperidade.

Árvore: Espinheiro

Pedra(s): Madeira Petrificada (traz memórias e talentos de vidas passadas que servirão para despertar o dragão ancestral do poder)

Cor: Amarelo-Escuro
Postar um comentário